Como usar DO, DOES e DID em afirmativas para ênfase

Exclamação

Se você aprendeu a fazer perguntas em inglês, sabe que, nesses casos, um verbo auxiliar vai para frente do sujeito, certo?

Nas formas simples (presente simples e passado simples) com verbos que não são o “to be”, esse auxiliar aparece só para isso – para mostrar que é uma pergunta. Ele também aparece nas negativas só para ser o “não”. Repare:

AfirmativaPerguntaNegativa
Simple present (do)They love movies.Do they love movies?They don’t love movies.
Simple present (does)He knows about this.Does he know about this?He doesn’t know about this.
Simple pastYou moved the chairs.Did you move the chairs?You didn’t move the chairs.

Até aqui, para quem já estuda inglês há algum tempo, não é nenhuma novidade, né? Agora, sabia que você pode usar do, does e did como auxiliares em frases afirmativas também? Pois é! Mas não é sempre: só quando você quiser dar ênfase ao que está dizendo.

Nessas situações, temos a estrutura:

SUJEITO + DO/DID/DOES + VERBO INFINITIVO + COMPLEMENTOS

O verbo infinitivo quer dizer que ele não sofre alterações (nem vai para o passado, nem ganha o “s” no presente com he, she e it). Algumas situações em que você pode dar ênfase a uma frase são:

  • Quando contrapomos duas informações:
    We don’t go out very often, but we do love going to the movies.
  • Quando temos uma convicção ou acreditamos muito em algo:
    They did know where to go.
  • Quando queremos confirmar algo que, provavelmente, foi desacreditado antes:
    So, he does eat meat, doesn’t he?
  • Para dar ainda mais força a um imperativo:
    Do stay quiet during the meeting.

E aí, gostou dessa forma de dar ênfase? Conte para a gente algo em que você acredita muito usando essa forma de dar ênfase nos comentários e pratique!

Escrito por Vanessa Spirandeo.

Vanessa Spirandeo

Trabajo con contenido e interacción en EF English Live desde 2010. Me encantan los idiomas y la cultura, leer, escribir, aprender y compartir.

Você também pode gostar desses artigos

16 comments

  1. So, it does possible to make affirmatives with do/does/did! Thanks for the enlightenment!

    1. Olá, Gabi,
      Nesta caso, você já tem um auxiliar (didn’t) e não é possível usar outro. Este reforço com auxiliares é possível apenas na afirmativa. Para sua frase, o que acha de um advérbio, como “really”, por exemplo?
      My teacher really didn’t have…
      Esperamos que isso ajude!

  2. I just only know that I don’t know.

    Se não for usado o reforço do verbo to do, faz diferença, é erro?
    Por que?

    1. Não, José, não usar o reforço do verbo não deixa a frase errada – justamente porque é apenas um reforço, para deixar com mais ênfase. Esperamos que isso ajude!

  3. A paz varoa,

    Em relação ao tópico 3

    Quando queremos confirmar algo que, provavelmente, foi desacreditado antes:
    So, he does eat meat, doesn’t he?

    não consegui entender que algo foi desacreditado, apenas entendo que, aquele que pergunta se alguém do sexo masculino come carne, quer saber de alguém se realmente esta pessoa come carne.

    não consegui entender que alguém está ou estava desacreditado.
    poderia ajudar-me?

    1. Olá, Elias! Tudo bem? Em relação ao tópico 3, vamos dar outro exemplo. Imagine que você achava que seu amigo não sabia dirigir, aí, ele fala que sabe.

      So you DO know how to drive, don’t you.
      (Então você SABE dirigir, não é?)

  4. em relação ao tópico 4 – Para dar ainda mais força a um imperativo:
    Do stay quiet during the meeting.

    não consegui entender como o auxiliar “Do” da mais força ao imperativo

    1. Já quanto ao 4, é uma ênfase que não tem no português, seria como uma redundância, reforçando algum pedido ou ordem. Se ajudar, pense nesse “”do”” desses casos como “por favor”.

      Esperamos que tenha ficado mais claro!

    1. Yes, usually speaking and listening are the hardest skills to improve. Keep it up, José 😉

  5. Com o “did” enfatizando uma frase afirmativa no passado, o verbo fica sem a flexão de tempo. Eu posso, então, driblar uma situação em que não lembre/saiba aplicar um verbo irregular no passado, usando o “did” de ênfase – ksksks.

  6. You do know how to use this auxiliary verb. Don’t you? Unless this sentence is wrong, I understood it.

    1. Well done, Luciana! 😉 Normalmente, a reafirmação seria precedida de vírgula, pois faz parte da mesma frase: “You do know how to use this auxiliary verb, don’t you?”

Deixe um comentário!

Seu e-mail não será publicado. Os campos marcados são obrigatórios