O Facebook mudou a forma de escrever e falar inglês?

O inglês e as redes sociais

Não tem como negar que as redes sociais transformaram a maneira como as pessoas se comunicam. Elas compartilham suas fotos, pensamentos, vontades e planos, organizando sua vida pessoal através delas. Mas será que essa mudança nas relações interpessoais influenciou também a maneira como as pessoas falam e escrevem em inglês?

As redes sociais permitem que a gente se comunique com uma quantidade muito maior de pessoas em uma escala global. Porém, isso também significa que as pessoas estão tendo que manter um número maior de relações simultâneas. No Reino Unido, por exemplo, a média de amigos que uma pessoa tem no Facebook é de 300, mesmo que você seja amigo de verdade de 10% deles, já são 30 amigos para se relacionar! A consequência disso? O aumento na velocidade da comunicação. O Facebook faz com que você se comunique com rapidez e eficiência, pois as mensagem são curtas e compartilhadas com todos os seus amigos de uma vez, ou seja, você só precisa escrever uma vez. E, no Twitter, você tem 140 caracteres apenas, então, mesmo que não esteja com pressa, a sua mensagem deve ser concisa e rápida.

LOL! OMG! TTYL!

As abreviações são muito comuns e servem até para substituir frases inteiras. Você já viu aqui no blog quando falamos sobre gírias em inglês para a internet e, além daquelas, outros exemplos são “LOL”, que significa “laugh out loud” (algo como, “rindo alto”) e “TTYL”, que é “talk to you later” (falo com você mais tarde), demonstrando o quanto a comunicação é feita com mais velocidade nas redes, diminuindo até o tamanho das frases.

🙂 ou 🙁 ?

Os “emoticons”, que são as “carinhas” ou expressões faciais, que demonstram o que a pessoa está sentindo, pode ser alegria, tristeza, raiva e elas são feitas da combinação de teclas. Essa pode parecer uma maneira preguiçosa de expressar seus sentimentos, sem ter que escrever de fato, mas essa é só mais um forma criativa e fácil de se comunicar e interagir com as pessoas.

O impacto das redes sociais na comunicação em inglês

As mudanças que as redes sociais provocam na língua são notáveis e inegáveis. Essas mudanças se refletem na rotina dos falantes de inglês, que acabam incorporando termos e costumes das redes na comunicação do dia dia, como exemplo temos as palavras “blogosphere” (blogosfera), que é o coletivo de “blogs”, “troll”, é a pessoa que cria conflitos nos comentários das páginas e “buzzword”, que se refere a uma palavra ou frase que “está na moda” em um determinado contexto e tempo.

Outra alteração comum que vemos acontecendo no inglês é a reapropriação de palavras, ou seja, pegar uma palavra antiga ou que possui um significado diferente hoje em dia e “mudar” ou “atribuir” um novo. Por exemplo: “friended” (adicionar como amigo) e “unfriended” (retirar do grupo dos amigos) são duas palavras que o Facebook modificou o significado e agora todos usamos. “Like” (gostar/curtir) e “viral” (algo que “vira” moda, viral) são outros dois exemplos de palavras reapropriadas pelas mídias. Hoje em dia até usamos a palavra “Google it”, para sugerir que alguém faça uma pesquisa no Google!

Esses aspectos só comprovam o quanto a internet e as mídias sociais alteraram a maneira como as pessoas se relacionam, se comunicam e falam inglês. No português, que mudanças você nota que foram incorporadas na sua comunicação diária?

Escrito por Bruno Lopes. 

Você também pode gostar desses artigos

Deixe um comentário!

Seu e-mail não será publicado. Os campos marcados são obrigatórios