Criaturas e animais mitológicos em inglês

Dragão durante voo

Você curte mitologia? A gente acha que pode ser um tema legal de conversas e trouxe um vocabulário em inglês sobre animais e criaturas mitológicas especialmente pra você 🙂

Mythical Animals (animais mitológicos)

Chimera (quimera)

Este monstro é de meter medo, juntando três animais: cabeça de leão, corpo de cabra e cauda de serpente. Em algumas vertentes, a criatura ainda solta fogo.

Cerberus (Cérbero)

Este é o melhor cão de guarda, não deixa os mortos saírem dos domínios de Hades, deus do inferno na mitologia grega. Um cãozinho de três cabeças, todas gigantescas, bem como o bicho todo.

Dragon (dragão)

A mitologia do dragão tem milhares de anos, mas, via de regra, o bicho é o mesmo: um lagartão gigante, que voa e solta fogo pelas ventas. Dracarys.

Griffin, Griffon, Gryphon (grifo)

Animal lendário que também mistura mais de uma espécie: cabeça e asas de águia + corpo de leão. Porém, não veio pra botar medo. É visto como uma criatura majestosa, tipo um rei da selva mitológica.

Hydra (hidra)

A hidra também veio da riquíssima mitologia grega. A Hidra de Lerna era um monstro com corpo de dragão e, como se isso não bastasse, várias cabeças de serpente. Sai correndo.

Kraken (Kraken)

Outro “simpático”, o Kraken é o terror dos mares. No folclore nórdico, ele é uma lula gigante com cem tentáculos usados para destruir navios com um abraço perverso. Bom levar um colete salva-vidas caso passe por um desses.

Leviathan (Leviatã)

Monstro de origem bíblica, temos mais uma criatura do mar que curte afundar embarcações. Qual o problema desses mitos marítimos? Esse aqui tem várias descrições: pode ser peixe, serpente e até crocodilo. Não há fotos para confirmar.

Pegasus, the winged horse (Pégaso, o cavalo alado)

Esse aqui inspira várias histórias: o Pégaso é um cavalo alado. Em geral, é branco. O original é filho de Poseidon e Medusa.

Phoenix (fênix)

Sacode a poeira e dá a volta por cima: faz que nem a fênix, um pássaro belíssimo que renasce das próprias cinzas. É uma inspiração tão bacana, que aparece em diversas mitologias.

Unicorn (unicórnio)

Outro tipo de cavalo que também é fofinho. Esse aqui tem um chifre no meio da testa, é encantado, simboliza pureza e bondade. E tá na moda!

Mythical creatures (criaturas mitológicas)

Bigfoot (Pé Grande)

Um folclore mais atual, o Pé Grande também é chamado de Sasquatch é um humanoide com jeitão de gorila ameaçador que deixa pegadas suspeitas pelos bosques norte-americanos.

Centaur (Centauro)

Eles vieram de contos gregos (ah, vá, esses gregos criativos!). As patas e o corpo são de cavalos, mas o torso é de homem – e de homem civilizado. Até hoje, em filmes, os centauros costumam ser sábios.

Cyclops (ciclope)

A gente acha essa criatura de um olho só tanto na mitologia grega quanto na romana. Pode ter um olho só, mas costuma ser gigante. Esse único olho fica centralizado na testa.

Dwarf (duende)

Se for irlandês, vai ser um leprechaun (que também é um tipo de fairy) e morará no fim do arco-íris com um pote de ouro. Porém, esse pequeno mito (pequeno por ser baixinho) passou dos germânicos para o mundo das mais diversas formas.

Fairy (fada)

Do folclore europeu para o mundo, elas são a base dos contos (de fadas, né?). Seres místicos, que voam e tem poderes, já foram representadas (representados?) das mais diversas formas.

Harpy (harpia)

As harpias se parecem um pouco com anjos, criaturas meio humanas, meio pássaros. Só que, diferente dos anjos, elas não são boazinhas em todas as histórias. Na dúvida, pede a identidade.

Mermaid | Siren (sereia | sirena)

Hoje, as duas são a mesma coisa, mas houve uma época em que “sereias” (mermaids) eram metade mulheres, metade pássaros. Pois é. Mas achamos que valia apresentar os dois termos.

Minotaur (Minotauro)

Não é erro de digitação. Em inglês, essa besta com corpo humano e cabeça de touro só tem um “o” a menos mesmo. Segundo o mito grego, o Minotauro era o guardião de um labirinto.

Nymph (ninfa)

Elas são uma espécie de fadinhas que fazem parte da mitologia greco-latina. Espíritos que protegem a natureza, que cuidam dos animais e que vivem em montanhas e florestas. É muito comum serem descritas de forma alegre, sempre dançando – baladeiras, né?

Oger (ogro)

Esse ser mitológico costuma ser descrito como um gigante feio que come crianças. Daí, você já saca que não é o tipo que você quer encontrar num beco, né?

Satyr (sátiro)

Tem quem diga que essas criaturas gregas também são metade cavalo. Porém, é mais comum que sejam desenhados como metade bode, até para diferenciar dos centauros. Eles só têm duas patas, diferente dos centauros, e não são tão sábios – são mais é da farra mesmo.

Sphinx (esfinge)

Apesar de ser famosa como uma guardiã de pirâmide, a esfinge é uma lenda, uma criatura com corpo de leão e cabeça humana, associada à imagem de guardião. Um guardião bem velhinho, com milhares de anos.

Vampire (vampiro)

Dizem que a história se originou de um monarca sanguinolento no leste europeu. Dele, criou-se o mito do ser que se alimenta de sangue para fugir da morte e que não pode pegar a luz do sol (com exceção de versões mais recentes).

Werewolf (lobisomem)

Esse mito circula o mundo sempre da mesma forma: um humano que foi amaldiçoado ou mordido por outro werewolf passa a se transformar nessa criatura metade homem, metade lobo gigante nas noites de lua cheia. Evite sair de casa nessas noites em regiões acometidas por licantropia.

Yeti (abominável homem das neves)

O abominable snowman é tipo um Pé Grande das neves: também parece um gorilão bravo. Só que esse vive no Nepal e veio dos nativos da região.


Agora, você tem munição pra um papo super cabeça sobre seres mitológicos em inglês. Sua criatura preferida está nessa lista? Conte para a gente qual é!

Escrito por Vanessa Spirandeo.

EF English Live

A English Live faz parte do grupo Education First e é a maior escola de inglês online do mundo, criada em 1996. São mais de 100 mil alunos só no Brasil.

Você também pode gostar desses artigos

Deixe um comentário!

Seu e-mail não será publicado. Os campos marcados são obrigatórios