placa wedding

Qual a diferença entre wedding e marriage?

14/11/2018
Tempo de leitura: 2 minutos

Ah, o casamento. Essa data é tão especial que, em inglês, existe toda uma cerimônia para falar sobre ela. Inclusive, esses dois termos aí do título são os que causam mais confusão. Afinal, o que é wedding e o que é marriage?

Na verdade, é mais simples do que parece. Enquanto wedding se refere à data do casamento em si, ou seja, à cerimônia, marriage se refere ao casamento enquanto instituição, ou melhor, ao relacionamento que nasceu depois da cerimônia.

As duas palavras têm origens antigas que dão uma pista sobre seu significado. Wedding vem do inglês antigo weddian, que significava “jurar, assumir um compromisso, fazer um voto” (exatamente aquilo que fazemos no dia do casamento); já marriage surgiu do latim, provavelmente do termo maritus, “homem casado”. Logo, uma expressão fala do ato, do momento do juramento; a outra sela o voto e tudo o que virá depois. Bonito, né?

Para entender isso melhor, que tal conhecermos alguns dos termos mais comuns relacionados a essas duas expressões?

Em wedding, temos:
Wedding ring (anel de casamento, ou seja, o anel que foi usado naquela ocasião – e é diferente do engagement ring, ou anel de noivado)
Wedding reception (a recepção do casamento)
Wedding anniversary (aniversário de casamento, bodas – se comemora a data específica da cerimônia)

Isso sem falar no famoso Royal Wedding, né? 

marriage se desdobra em:
Marriage certificate (certidão de casamento, que comprova a união já feita)
Marriage license (habilitação de casamento, um documento importante para casamentos entre pessoas estrangeiras ou casamento no civil)
Marriage equality (casamento entre pessoas do mesmo sexo, igualdade de direito entre gêneros)

E aí, agora ficou mais claro? Então, conta pra gente: qual foi a melhor wedding party em que você já esteve?

 
Claudia Fusco

Claudia Fusco

Redes sociais e conteúdo são minha paixão – assim como naves espaciais, criaturas fantásticas, literatura e cinema. É, sou uma jornalista com um pé na ficção científica; até fiz mestrado sobre esse tema em Liverpool, a cidade mais legal do mundo! Acredito que aprender novos idiomas pode abrir portas para a imaginação e para uma vida incrível. Vem com a gente! ;)
Claudia Fusco