Tradição dos EUA e Canadá: “Groundhog Day”, o Dia da Marmota

Marmota

Quem aqui já viu “O feitiço do tempo” (Groundhog Day) saberá melhor do que vamos tratar hoje: a comemoração do Groundhog Day ou, no português, o Dia da Marmota.

Para quem não conhece o filme, o protagonista interpretado por Bill Murray é um repórter que, por conta de acontecimentos misteriosos, passa a viver o mesmo dia diversas vezes até conseguir, enfim, se desfazer do “feitiço”.

A data em questão é 02 de fevereiro, quando se observa o comportamento de uma groundhog (marmota) após seu período de hibernação para prever a chegada da primavera. Se o animal voltar para a toca, o inverno durará por mais tempo. Caso contrário, a primavera chegará mais depressa.

A tradição continua sendo celebrada nos Estados Unidos e também no Canadá todos os anos, especialmente após a popularização que o filme causou. A mais frequentada ocorre em Punxsutawney, no estado da Pensilvânia, a cidade onde supostamente a primeira celebração ocorreu em terras americanas.

Antes de ser trazida para os Estados Unidos, a tradição alemã era originalmente com um badger (texugo). Por sua vez, o Grundsaudaag pode ter tido influência de celebrações religiosas latinas e celtas, todas em relação à transição do inverno para a primavera.

Embora estudos tenham chegado à conclusão de que o comportamento do animal não tem ligação certa com a mudança da estação, a tradição anual de observar uma marmota fazer a “previsão do tempo”, com muita comida e bebida, permanece firme e forte.

Para finalizar o assunto de hoje, trazemos duas sugestões para você conhecer ainda melhor o Groundhog Day:

Cheers! 😉

Escrito por Hiromi C.

Hiromi C

Bacharel em Letras e Tradução. Trabalhar com idiomas, ler/escrever e escutar música são paixões eternas minhas. Também amo games, animes, cartoons e documentários. Futuros planos envolvem viajar o mundo e aprender o maior número de idiomas possível, adotar gatos e/ou publicar um livro (não exatamente nessa ordem).

Você também pode gostar desses artigos

Deixe um comentário!

Seu e-mail não será publicado. Os campos marcados são obrigatórios