O inglês de acordo com o local

English

O básico de qualquer estudante que queira aprender o inglês é diferenciar o inglês americano do inglês britânico. O inglês como língua é uma só, por certo. Mas há diferenças que surgem quando olhamos para o inglês em diferentes partes do mundo.

British vs American

O básico “inglês da Inglaterra contra o inglês dos Estados Unidos” é o clássico dos clássicos. O inglês americano omite letras, como em behavior (no britânico, behaviour, comportamento), neighbor (neighbour, vizinho) e color (colour, cor). Há algumas palavras que são usadas em uma forma e não em outra: um sweater (moleton) é um jumper para os ingleses. Pants (calças) para os americanos são as trousers britânicas.

As diferenças nos usos de verbos são latentes também, como no uso de verbos regulares e irregulares. Assim como no uso de determinadas palavras, como got, passado do verbo to get, que é usada muito entre os ingleses ao contrário dos estadunidenses. Exemplos:

American English: She burned her clothes with the iron. (Ela queimou as roupas dela com o ferro.) // British English: She burnt her clothes with the iron.

American: Do you have a sister? (Você tem uma irmã?) // British: Have you got a sister?

American: I have to go now. (Tenho que ir agora.) // British: I’ve got to go now.

Inglês australiano

Enquanto Americanos vs Ingleses é um clássico, australianos são um show à parte. Todo estudante de língua inglesa sabe que os australianos não só falam rápido, mas juntam as palavras como ninguém. Quando um simples Good day (Bom dia) vira um G’day, você está numa enrascada linguística. Um simples you vira ya e um She’ll be right (Ela ficará bem) é melhor do que She will be alright.

A sacada é aqui é entender a junção das palavras:

British: Did you have a good weekend? (Você teve um bom fim de semana?) // Australian: Did_ya_hav_a_gud_weekend?

Além do mais, a inflexão no final das frases, para os australianos, quase sempre termina numa espécie de interrogação, o que torna mais difícil ainda de entendê-los (rs).

Inglês Irlandês

Mais do que diferenças no vocabulário, existe uma pegadinha no inglês irlandês que os difere. O inglês irlandês tem influência forte do gaélico, a língua nativa dos celtas, o povo que residia na ilha irlandesa antes da invasão britânica na Idade Média. O gaélico não tem as palavras yes e no. Então, para responder uma pergunta, o verbo auxiliar é repetido. Veja:

Do you have a microwave oven? (Você tem um micro-ondas?) // I do. (Eu tenho.)

Did you go the restaurant yesterday? (Você foi ao restaurant ontem.) // I did.  (Eu fui.)

Na utilização, em geral, irlandeses tendem a ser mais precisos do que ingleses. Enquanto ingleses make the tea (fazem o chá), make the bed (arrumam a cama) e make the arrangement for the party (fazem os preparativos para a festa), os irlandeses wet the tea, make the bed e prepare the arrangement for the party. Sutil diferença, mas que é importante no cotidiano das línguas.

Culturalmente falando, os irlandeses brincam que, para diferenciar quem é quem basta observar o almoço. Se pedir a pint of beer (uma caneca de cerveja) em pleno meio-dia, é irlandês. Certeza.

Em resumo, ao redor do mundo você encontrará sutis diferenças nos mais variados tipos de inglês que existem. Para cada lugar do mundo, um inglês para chamar de seu.

Já imaginou como se fala inglês na Índia? Ou no México? Ou até mesmo aqui no Brasil, onde tendemos a reproduzir as palavras de acordo com os sons em português?

Ou seja, o Inglês é uma língua viva, que muda conforme o local e a cultura. Que tem como seus bens preciosos aqueles que levam a língua adiante: seus falantes.

E você? Qual é o seu inglês favorito?

Escrito por Valmir Martins.

EF English Live

EF English Live

A English Live faz parte do grupo Education First e é a maior escola de inglês online do mundo, criada em 1996. São mais de 100 mil alunos só no Brasil.

Você também pode gostar desses artigos

3 comments

  1. Muito bom o artigo. Parabéns! Estou indo estudar a língua com os australianos rssrs. Teria mais alguma dica pra me dá ?

  2. Gostei muito do artigo. Relevante e bem escrito. Gostoso de ler. Compartilhei no facebook.

Deixe um comentário!

Seu e-mail não será publicado. Os campos marcados são obrigatórios