Como falar sobre arte em inglês

Art

Quando o assunto é “art” (arte), as opiniões divergem. Ela está em quase tudo que fazemos, na música, nos filmes, nos livros e, claro, em museus, nos quadros, na arquitetura e esculturas. Então, para desmistificar o assunto e ajudar você a se expressar quando falar de arte em inglês, separamos algumas expressões e conceitos simples.

A primeira palavra que vamos apresentar trata de uma característica muito comum na arte, o “abstract” (abstrato). Ela se refere a algo que não possui uma referência exata no mundo real, como um rosto ou uma árvore, é figurativo. Uma arte abstrata não se preocupa com imagens reais, mas com formas e cores, com a imaginação no geral. A arte abstrata procura expressar as visões e sentimentos do artista em relação a eventos e aspectos do cotidiano. Bons exemplos de artistas abstratos são Wassily Kandinsky, Mark Rothko e Jackson Pollock.

“Aesthetic” é uma palavra que você pode ouvir bastante se estiver discutindo arte em uma exposição, por exemplo. Por sinal, em inglês, falamos “art exhibition”. A arte, de maneira geral, está preocupada com o estudo da “beleza”, e é justamente disso que a palavra “aesthetic” (estética) se trata: a criação e apreciação do “belo”. Ela também pode ser usada para descrever os princípios artísticos de um movimento, como a “cubist aesthetic” (estética cubista), por exemplo.

Uma palavra de origem francesa, “avant-garde” significa “vanguarda”, ou seja, aquilo que sai na frente e propõe algo diferente, experimental e inovador. As vanguardas são responsáveis por romper com algumas barreiras do que é “aceitável” e “padrão” nas artes. Elas podem chocar as pessoas por serem muito diferentes do que já foi visto.

Podemos encontrar o movimento “avant-garde” não só na pintura, mas também na música, no teatro, no cinema e na literatura. “Cubism” (cubismo), “surrealism” (surrealismo), “dadaism” e “futurism” (futurismo) são consideradas as primeiras vanguardas artísticas, e algumas boas referências delas são Salvador Dalí, Pablo Picasso, Joan Miró e Georges Braque. Vale a pena conferir!

Se uma piece of art (obra de arte) faz com que se recorde de algo ou desperta sensações, você pode dizer que é uma obra “evocative”, ou seja, ela evoca reações ao ser observada. E essa é uma ótima maneira de definir e descrever uma pintura que cause emoções imediatas em você.

Um outro conceito muito usado hoje é o “minimalism” (minimalismo). Esse é um movimento iniciado em Nova York na década de 60, e tem como foco a redução e simplificação das formas, usando formatos mais básicos e cores primárias; uma arte mais objetiva, que foca mais nos elementos principais. Se quiser conhecer um pouco da arte minimalista, procure pelas obras de Donald Judd, Sol LeWitt e Dan Flavin.

E então, gostou das nossas sugestões de vocabulário para falar sobre arte em inglês? Se tiver alguma sugestão sobre o tema, mande para a gente. E queremos saber de você, como a arte aparece no seu dia a dia?

Escrito por Sarah Oliveira.

Sarah Oliveira

A Sarah é estudante de Letras pela Universidade de São Paulo e assistente de conteúdo da EF Englishtown. Seu interesse por inglês vem desde criança, quando escolhia assistir aos filmes legendados para aprender palavras e expressões novas.
Decidiu estudar Letras, pois é fascinada pela cultura britânica, americana e mundial, e nada melhor do que o inglês para ter um contato profundo com diferentes literaturas e artes.

Você também pode gostar desses artigos

Deixe um comentário!

Seu e-mail não será publicado. Os campos marcados são obrigatórios